SAÚDE
Por: Melissa Bulegon - MTE 11.607
25.01.2019 - 15h:23min
Sossella acompanha presidente da Feapaes em reunião em Brasília
Sossella esteve em Brasília (Foto: Divulgação)
Em Brasília, o deputado estadual Gilmar Sossella (PDT) acompanhou na quinta-feira (24) o presidente da Federação das Apaes do RS (Feapaes), Afonso Tochetto, em reunião na Secretaria Executiva da Casa Civil, com o secretário Abraham Weintraub, e o chefe de gabinete do ministro Onyx Lorenzoni, Marco Rassier.

“Reforçamos o pedido para alterar a Resolução nº 569 da Susep, que proíbe que as entidades filantrópicas, como Apaes e hospitais, façam campanhas promocionais de angariação de recursos, baseadas em sorteios, por meio de Títulos de Capitalização”, explicou Sossella.

Durante o encontro ficou definido que a Feapaes irá apresentar uma minuta de sugestão para alteração da referida resolução.

Depois de ter sido suspensa em dezembro, a Circular foi adiada para agosto de 2019. O presidente ressaltou que as entidades querem ter o direito de escolher se permanecem no atual sistema ou se aderem à filantropia.

Sossella é integrante do grupo de trabalho que trata do assunto. A iniciativa foi criada pela ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves, o secretário-executivo da pasta, Sergio Carazza, e o diretor executivo do Centro de Estudos em Seguridade Abraham B. V. Weintraub.

AÇÕES CONSTANTES - Por meio de ações em Brasília, o deputado tem auxiliado a Feapaes contra a Circular nº 569. Em 13 de dezembro, Sossella esteve reunido com a futura ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves, o futuro secretário-executivo da pasta, Sergio Carazza, e o diretor executivo do Centro de Estudos em Seguridade Abraham B. V. Weintraub. Na ocasião foi definida a criação de um grupo de trabalho para tratar do tema.

Em 26 de novembro, Sossella intermediou uma reunião no Centro Cultural Banco do Brasil com o presidente da Federação das Apaes do Rio Grande do Sul (Feapaes), Afonso Tochetto, e Marcos Rassier, chefe de gabinete do ministro extraordinário do presidente eleito Jair Bolsonaro, Onyx Lorenzoni.

Já em 14 de novembro, participou de reunião entre Tochetto e o diretor executivo do Centro de Estudos em Seguridade Abraham B. V. Weintraub. Uma semana antes, o tema foi tratado no encontro com o advogado da Feapaes, Francisco Zavacski, e o assessor Adão Paiani, que representou o ministro extraordinário do presidente eleito Jair Bolsonaro, Onyx Lorenzoni.

As ações das Apaes estão presentes em 2.124 municípios brasileiros e são voltadas para a prestação de serviço, de forma gratuita, de educação, saúde e assistência social das pessoas com deficiência intelectual. No Rio Grande do Sul, a Feapaes congrega 209 Apaes, as quais atuam em 354 municípios, abrangendo um universo de mais de 30 mil pessoas atendidas por mês.